TEXTO PARA DISCUSSÃO

14/11/2013 10:00

O professor Armando de Melo Lisboa apresentará no dia 20/11/13, as 14:30 horas, no mini auditório de economia o texto para discussão com o tema “PARQUE DA LUZ, UMA RARA FLOR NA PÓLIS” para acessar o texto favor entrar no link texto para discussão.

3º Seminário do Necat realizado nesta segunda-feira (04/11)

13/11/2013 16:26

O 3º Seminário do Necat realizado nesta segunda-feira (04/11), teve como convidado o pesquisador Alcides Goularti Filho, professor da Unesc de Criciúma, autor do clássico “Formação Econômica de Santa Catarina”.

O mini auditório de economia ficou repleto, e contou com grande participação de professores e estudantes de diversos Centros da UFSC, bem como do público externo, demonstrando a importância fundamental de um núcleo de estudos da socioeconomia de catarinense, possibilitando ir para além das salas de aula.

Foi uma excelente oportunidade para debater os resultados das pesquisas do autor sobre as dinâmicas do desenvolvimento regional e as peculiaridades locais.

Na sua fala Goularti Filho descortina sua visão sobre a vida e o cotidiano dos portos, das ferrovias e das rodovias na formação histórica da socioeconomia catarinense. Recupera a trajetória histórica dos sistemas de transporte, aspectos da infraestrutura econômica do século XIX ao XX, destacando que os portos e a malha ferroviária tiveram seu surgimento associado à ocupação, demarcação e povoamento do território de Santa Catarina.

Os temas principais da exposição envolveu as estratégias de desenvolvimento regional relacionadas com a construção e duplicação de rodovias, reestruturação dos portos e do modelo das ferrovias.

Estes temas foram extensamente relatados no livro “Portos, Ferrovias e Navegação em Santa Catarina”, lançado pela Editora da UFSC na sequência do seminário, e contou com a presença do Diretor Executivo da editora, Fabio Lopes da Silva.

O livro explora a memória histórica dos diversos portos de Santa Catarina, desde a antiga Desterro (e os projetos alternativos à Desterro, como os da Ilha de Anhatomirim e do Maciambu), até os portos de Imbituba, Laguna, Itajaí, Navegantes Itapoá e São Francisco do Sul. Goularti Filho também dá ênfase à malha ferroviária de Santa Catarina que interligava as diversas regiões, como as do Vale do Itajaí, e dois grandes troncos, a Estrada de Ferro Dona Tereza Cristina que historicamente transportou a produção de carvão, e a Companhia Estrada de Ferro São Paulo-Rio Grande que transportou madeira e a produção pecuária, interligando estas com outras regiões do Brasil.

Hoje, as microrregiões de Santa Catarina estão mais integradas com a economia nacional através destes troncos ferroviários e das malhas rodoviárias, e exporta suas mercadorias através dos seus principais portos, Itajaí e São Francisco do Sul..

 

CHAMADA À SUBMISSÃO DE TRABALHOS PARA A REVISTA DO NECAT

30/10/2013 09:00

A Revista do NECAT – Núcleo de Estudos em Economia Catarinense do Departamento de Economia e Relações Internacionais da UFSC, está promovendo uma chamada à submissão de trabalhos para o quarto número até o dia 29 de novembro de 2013, através do e-mail necat.ufsc@gmail.com. A revista, ISSN 2317-8523, tem periodicidade semestral, e os trabalhos propostos deverão concentrar-se na temática do desenvolvimento socioeconômico de Santa Catarina, de acordo com cinco grandes áreas de conhecimento descritas no site: http://necat.ufsc.br/linhas-de-pesquisa/. A Revista NECAT utiliza o sistema de revisão anônima por pares (double blind review), tendo seu Conselho Editorial constituído por pesquisadores brasileiros e estrangeiros, fornecendo avaliações rápidas e construtivas aos artigos enviados. A Revista está em processo de classificação no Qualis CAPES de Economia, Ciências Sociais Aplicadas, Sociologia e áreas afins, além da indexação nas bases de dados internacionais. Maiores informações acesse as diretrizes para autores no site http://necat.ufsc.br/revista-normas/
Editores
Prof. Valdir Alvim
Prof. Lauro Mattei

NOVAS INFORMAÇÕES SOBRE PARTICIPAÇÃO DE PROFESSORES DO CNM

18/10/2013 08:53

professora Juliana Viggiano esteve em Bogotá, Colômbia, entre os dias 15 e 28 de setembro para participar do 7 Encontro da Associação Latino-Americano de Ciência Política (ALACIP) e realizar pesquisa de campo para o avanço do projeto que está desenvolvendo na UFSC sobre a instituição nacional de direitos humanos colombiana, a Defensoría del Pueblo. Apresentou na ALACIP o trabalho intitulado “A relevância da dimensão internacional para a relação estado-sociedade: um estudo da Defensoría del Pueblo da Colômbia”, e realizou um total de 16 entrevistas qualitativas e a coleta de diversos documentos.

professor Nildo Ouriques participou como conferencista na II Jornada de Pensamiento Crítico para el Cambio Social, realizada entre os dias 2 e 4 de outubro na Universidad Nacional de La Plata, La Plata, Argentina. A conferência foi titulada como “Proyectos de desarrollo en disputa en América Latina”. De 9 a 11 de outubro, o professor Nildo também esteve no VI Congreso Internacional de Economía Ética, realizado na Universidad Santo Tomás, Bogotá, Colombia, onde proferiu a conferência “La crisis del desarrollismo en América Latina”. Ainda no mês de outubro, o professor proferiu a palestra “Desenvolvimentismo e dependência na América Latina”, em conferência do Grupo de Trabalho da Teoria Marxista da Dependência da Sociedade Brasileira de Economia Política (SEP), realizada na Escola Nacional Florestan Fernandes, em São Paulo.

professora Karine de Souza Silva esteve no Moçambique, no mês de outubro, como professora convidada do Programa de Pós-Graduação em Direitos Humanos da Universidade Técnica do Moçambique, localizada na capital Maputo. Durante a viagem, a professora também visitou a Embaixada Brasileira no país.

NOVAS INFORMAÇÕES SOBRE PARTICPAÇÃO DE PROFESSORES DO CNM

24/06/2013 09:00

Em início de 2013, a Editora Boitempo – uma das principais a publicar o pensamento crítico no Brasil – lançou o livro “Bazar da Dívida Externa Brasileira” de autoria do Prof. Rabah Benakouche. A obra, cuja orelha foi assinada por Tania Bacelar de Araújo, também foi assunto de resenha publicada no jornal Valor Econômico, em 16 de Abril, de autoria de Edson Pinto de Almeida.

O Prof. Marcelo Arend participou como palestrante convidado do seminário “Oportunidades e Desafios para o Desenvolvimento Brasileiro”, ocorrido em Abril de 2013 em Campinas. O professor foi membro da mesa “Indústria e Estrutura Produtiva”, coordenada pelo jornalista Luis Nassif.

O Prof. Nildo Ouriques participou como convidado pelo Secretario Geral da UNASUR, Sr. Alí Rodriguez, na “Conferencia de la Unión de Naciones Suramericanas sobre recursos naturales para un desarrollo integral de la región” na qualidade de presidente da mesa de abertura do evento, realizada em Caracas, entre os dias 27 e 30 de maio. A conferencia contou com a presença de representação oficial de todos os países membros e também com um grupo de intelectuais latino-americanos na condição de convidados e comentaristas e expositores. Além disso, o professor concluiu, na primeira semana de junho, o curso de 30 horas ministrado na Universidad Popular Madres de la Plaza de Mayo na cidade de Buenos Aires, Argentina, sobre o tema “Desarrollo capitalista en Brasil y el pensamiento crítico latino-americano”, oportunidade na qual analisou as transformações ocorridas no país a partir da implantação do Plano Real (1994).

Em Maio de 2013, ocorreu na UFSC o VIII Forum da World Association for Political Economy, tendo os Profs. Lauro Mattei e Nildo Ouriques na comissão organizadora. O evento teve grande participação internacional. Entre os trabalhos apresentados, esteve “A Challenge to Global Inequalities?: BRICS, Capitalism and Intellectual Property in the 21st Century” de autoria do Prof. Felipe Amin Filomeno.

A Revista NECAT, do Núcleo de Estudos de Economia Catarinense, acaba de receber o ISSN emitido pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia – IBICT. A Revista, que tem os Profs. Lauro Mattei e Valdir Alvim como editores, é uma publicação eletrônica semestral (http://necat.ufsc.br/revista/) criada no âmbito do Departamento de Economia e Relações Internacionais. A publicação já conta com dois volumes publicados e está disponível no site da Incubadora de Periódicos da Ufsc http://www.incubadora.ufsc.br/.

PROFESSORES DO CNM TEM DESTAQUE INTERNACIONAL

20/06/2013 08:47

O professor Guilherme Moura, em co-autoria com quatro pesquisadores estrangeiros, teve publicado na Review of Economic Studies (v. 80, n.2) o artigo “Efficient Likelihood Evaluation of State-Space Representations”. O periódico internacional é altamente prestigiado, sendo classificado como A1 no Qualis da CAPES.

Em Abril de 2013, a professora Clarissa Dri participou do encontro anual da International Studies Association, realizado em em São Francisco (EUA). Na convenção, ela apresentou o trabalho “Why does Mercosur need a parliament? The influence of institutions, ideas and interests”. Em Junho de 2013, a professora também proferiu a palestra “Há um futuro para as Relações UE-Mercosul? Acordo de Livre-Comércio e Além”, no XX Fórum Brasil-Europa, ocorrido em Brasília. Além disso, a professora é co-organizadora da obra “Parliamentary dimensions of regionalization and globalization”, publicada pela Palgrave Macmillan em 2013. A professora Clarissa também teve publicado o capítulo de livro “Resistance to globalization within the European Parliament: interregional dialogue versus free trade”, escrito com Olivier Costa. O capítulo, que foi traduzido para o japonês por Yasuhiro Nishiwaki, é parte da obra “EU to Higashiajia no Chiikikyodotai” (The European Union and East Asia Integration), organizada por Masaharu Nakamura e Yves Schemeil, publicada em Tóquio pela Sophia University Press em 2012.

No encontro da Latin American Studies Association, realizado em Washington (EUA) em Maio de 2013, o professor Felipe Amin Filomenorecebeu o prêmio de melhor tese de doutorado sobre o Brasil, por sua pesquisa de doutoramento concluída em 2012 na Johns Hopkins University com título “The Social Basis of Intellectual Property Regimes: Biotechnology in South American Soybean Agriculture”. A pesquisa é base de um livro no prelo a ser publicado pela editora internacional Palgrave Macmillan.

3ª edição da Simulação de Organizações Internacionais para alunos do Ensino Médio (SiEM)

08/05/2013 19:55

O SiEM,  “Simulação de Organizações Internacionais para Ensino Médio”:  é um projeto de extensão do curso de Relações Internacionais que busca trazer os alunos da rede de Ensino Médio de Florianópolis para dentro do Campus da UFSC para que eles possam vivenciar, como delegado representante de um país, as reuniões organizadas nos moldes das realizadas oficialmente nas Nações Unidas. O projeto tem sido muito bem aceito pelas escolas e a procura de escolas interessadas em participar do projeto aumentou muito de um ano para o outro. O projeto oferece possibilidades para que os alunos do ensino médio possam estudar atualidades, história, geografia, política e economia de uma forma mais interessante. Além disso, possibilita que eles possam conhecer  o campus universitário, uma vez que muitos prestarão vestibular em breve.

Os alunos do curso de Relações Internacionais oferecem todo o apoio às escolas de ensino médio que desejam participar. Primeiramente, eles elaboram o guia de estudo que servirá de apoio para as escolas. No guia, os temas escolhidos para os debates são abordados e contextualizados, assim como são explicados o posicionamento de cada país em relação a cada um dos temas  levantados. Os alunos elaboram também um guia com as regras da simulação. Dessa forma, o SiEM é um projeto de extensão que exige dos alunos do curso de graduação em RI  muito estudo para a elaboração dos guias. É a possibilidade dos nossos alunos oferecerem à sociedade um pouco do que aprenderam com seus estudos em sala de aula. Além disso, os nossos alunos oferecem apoio presencial às escolas participantes do SiEM, através de visitas nas escolas para auxiliar na elaboração dos documentos, discursos e resoluções.  Existe sempre um grupo de pelo menos três estudantes do curso responsável por cada escola. O número de visitas depende de cada escola: algumas pedem apenas duas ou três visitas, outras pedem mais.  Finalmente, os alunos do curso oferecem apoio através de grupos em redes sociais on-line para contato direto com os alunos que os procuram para tirar dúvidas diretamente.